Muita paixão pelo jeans há muito tempo.

O jeans é uma peça atemporal, democrática e apaixonante. É uma peça que consegue se reinventar a cada coleção vestindo vários estilos e biótipos.

Desde 1873 quando Jacob Davis uniu-se a Levi Strauss para confeccionar roupas reforçadas para o trabalho, não houve uma época que ele tenha ficado esquecido.

Em 1886 o logo desenvolvido por eles Two Horses foi colocado pela primeira vez no patch de couro do jeans “XX” e é utilizado até hoje. A calça modelo “XX” recebe um icônico número de lote 501. A amada 501 da Levis que conhecemos muito bem hoje.

Será que algum dia conseguirão criar uma peça tão permanente como o jeans? Em 1934 surgem os “Lady Levis”, a primeira calça produzida para as mulheres em denim. A peça carrega a maioria das características da calça masculina porém com uma cintura elegantemente alta e ajustada.

Outra curiosidade – na década de 50 o denim foi usado pelo cinema e pela TV como retrato da rebeldia juvenil. Por este motivo muitas escolas da época proibiram seus alunos de usarem o denim pois poderiam tornar-se “Delinquentes Juvenis”. Mas já nos anos de 1954, o lançamento de uma linha para a família vai diminuindo a má fama da peça, e antes o que era apenas roupa para trabalho, roupa de delinquentes aos poucos vai ganhando espaço nas casas de boas família como um traje casual.

Em tantos anos de história há muito a se falar do jeans mas para encerrar o nosso papo de hoje, trouxe várias imagens em total jeans para servirem de inspiração e a novidade para 2015 foi a nova modelagem do clássico 501 – a calça 501 CT – fit mais ajustada.  Para esta estação o jeans está com tudo e para as novas coleções vem com muitas novidades e nós a cada dia mais apaixonadas por esta peça histórica!

Inspire-se com as imagens! Beijos e até a próxima!

25 maio 2015

Tendência que vem aparecendo forte é a militar!
Menos austera e mais feminina, o verde oliva ou militar vem em muitas coleções como um novo neutro. Mesclando as peças com referências militares e outras bases de tendências os looks terão ares militares, porém femininos.
Muitas marcas usaram os detalhes como bolsos, zíperes, abotoamento duplo, tachas, releituras de camuflados em outros tons além do verde militar como cinzas e marrons.
Confira galeria:

21 maio 2015

O friozinho chegou!!! Vamos relembrar – Xadrez!

O xadrez mais uma vez está presente no inverno 2015!

É uma estampa extremamente democrática e pode dar ao look a cara de descontração como também pode dar um ar mais sofisticado, tudo depende da escolha da padronagem e das cores!

Hoje temos além da tradicional camisa xadrez, vestidos, saias, calças, bermudas, conjuntos em um único xadrez ou em composição de xadrezes e estampas, nos acessórios – bolsas, calçados, tênis, lenços e echarpes, entre tantos outros.

Ou seja, para quem gosta do xadrez é só usar a criatividade!

Confira abaixo algumas opções de uso e divirta-se!

 

Coletes para o inverno e para o verão!

Apareceram em vários desfiles do verão 2015/2016! Foram antecipados por algumas grifes para o inverno 2015 e veremos com certeza os coletes no inverno 2016, ou seja, será um bom investimento. Vindo com elementos fortes da alfaiataria foram trabalhados em modelagens retas e linhas simples, elegantes e sofisticados preferencialmente em cores neutras.

Apareceram mais alongados tanto no masculino como no feminino, alguns na altura dos joelhos! Sobre calças e saias, vestidos e shorts foram peças marcantes nos principais desfiles.

Temos os tradicionais coletes jeans, os em couro, os em sintéticos, os de pelo sintético, os com cara de alfaiataria, os mais alongados, os na cintura, os de matelassê, os coletes casacos, faça a sua escolha, os mais leves podem ser usados no inverno e no verão, já os mais quentinhos como o pêlo e o matelassê, ficam mais restritos aos dias frios.

São peças que parecem um pouco sem função mas tem o poder de levantar um look. Podem e devem ser usados no dia a dia e para a noite, tudo depende dos materiais e complementos.

Você já tem o seu? Confira!

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

Friozinho chegando e os handmade estão com tudo! Hoje vamos falar um pouquinho sobre os tricôs e crochês para você ficar inspirada e correr crochetar ou tricotar o seu!

Acesse as fotos abaixo e inspire-se!

Os tricôs e os crochês vão e vem na moda, em algumas épocas já foram considerados até cafonas e em outras o top da moda. A moda é assim! Para esta temporada os tricôs e crochês estão em alta! Aproveitem!

Hoje vemos uma crescente, lenta porém crescente onda do slow fashion.

Um sistema contrário a esta loucura do fast fashion, onde tudo é descartável, rápido e modismo. O slow fashion valoriza o feito à mão (handmade) e a moda mais sustentável em todas as etapas do processo através de um produto com maior durabilidade, com histórias e memórias.

O slow fashion está relacionado com um estilo de vida e ao consumo de produtos locais e artesanais. É a contramão da produção massiva e de baixa qualidade de roupas. O slow fashion defende a criação de peças atemporais, feitas à mão, com tecidos naturais como o algodão, seda, linho. As produções são reduzidas em locais que funcionam como ateliês e não como indústrias.

Eu particularmente sou adepta antes mesmo de ter sido assim denominado!

O que você acha do slow fashion?

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

23 mar 2015

Desfile Chloé inverno 2015/2016!

Desfile Chloé, amei!!! Patchwork maravilhoso!

Slide background
Slide background
Slide background
21 mar 2015

A cor branca marca a sua presença tanto no inverno 2015 como para o próximo verão.
Vocês viram a quantidade de vestidos brancos na noite do Oscar? Lindíssimos!!!!
O branco manteve-se nas peças usadas informalmente durante o dia e entrou com tudo nas peças para a noite.
Juntamente com o Off White e uma gama infinita de naturais são as grandes sacadas em peças chaves para combinações neste inverno e verão 2016. Ele aparece dominando o look e em combinações, servindo de base para o uso de cores e estampas.
Confira abaixo as peças em desfiles e já nas ruas de Londres, Paris e Milão.
Prontas para clarear o inverno? As peças para o verão veremos mais à frente!
Beijos e excelente inverno!
Fotos: The Sartorialist

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

zonadeconfortoO Zona de Conforto traz influência do mundo ameaçado constantemente por diversos conflitos e por procura de segurança, tranquilidade e simplicidade. As formas volumosas, arredondadas e aconchegantes abraçam o corpo e proporcionam calor e aconchego. O jogo de proporções entre volumes e comprimentos leva a sobreposições elegantes, com ênfase em calças confortáveis, associadas a agasalhos oversized em tricô.

Palavras-chave: luxo simples, prático, utilitário, minimalismo e desconstrutivismo e as cores: leite, cogumelo, violeta, nude, base, cortiça, rosê, verde militar e marinho.

Tecidos: Sofisticados e confortáveis para peças atemporais.Toques macios e caimento natural. Tricôs, pelicas, lãs, sedas, veludos, peles, alfaiatarias e tecidos e malhas duplos.

Cores: sóbrias e discretas, beges,acinzentadas, cosméticas e masculinas

Padronagens: Texturas, padrões de alfaiataria, xadrezes discretos, grafismos, florais chapados e estilizados, ombrês, patchworks de materiais.

streetO efervescente e veloz mundo das redes sociais provoca misturas de influências relativas às múltiplas expressões culturais do mundo urbano atual, criando moda e modismos que falam diretamente ao universo jovem. Anos 1990, hip hop, rappers, logos e marcas aparentes, esportes radicais, boy bands, bling ring, celebridades instantâneas, colagem digital, grunge cibernético, surf punk, faça você mesmo e outras manifestações da cultura jovem são as palavras deste tema. Entre as peças que se destacam com esta influência estão a calça jogger, suéter de moletom, jaquetas, calças justas, camisetas com mensagens de humor, política ou sexo.

Tecidos: Práticos e tecnológicos para peças casuais e performáticas.

Algodões em peso nas calças, lãs com texturas e acabamentos diferenciados, denim e sarjas, malharia circular, matelassês, nylon, rendas, paetês e acabamentos hi-tech

Cores: Neutras urbanas e utilitárias em contrastes com pastéis ingênuos ou cores vivas e divertidas. As cores, sempre fortes e vibrantes, como: laranja, verde, rosa, azul bic, pink, azul claro e preto.

Padronagens: listras, dizeres, tipologia, letras e números dos esportes norte-americanos, art prints, camuflagens, figurativos ingênuos, ilustrações, mini florais simples.

sessentinhaNo Sessentinha, as formas estruturadas dos meados dos anos 1960 chegam causando rompimento com as peças soltas presentes na moda nos últimos tempos. A alfaiataria e toques andrógenos nos looks são o destaque desse tema sempre associado à modernidade. A nostalgia é anulada pela tecnologia dos materiais e reinvenção de detalhes geométricos e esportivos, com influência também dos anos 1990. Vestidos curtos em linha A são as estrelas. Gola alta, bloco de cores, casacos ou detalhes em pele sintética colorida e materiais metalizados e furta-cor dão o toque de futurismo retrô.

Tecidos: Encorpados para formas estruturadas. Materiais sintéticos que evocam a modernidade da época como vinil, plásticos, cirés, brocados, jacquards, piquês, couros coloridos e metalizados, jerseys e peles.

Cores: Pastéis empoeirados, metálicas e psicodélicas. Entre as cores estão: blush, mel, azul, couro, vermelho, bordô, violeta, ultramar e tons adocicados.

Padronagens: Bolas, listras, blocos de cores, geométricos, pied-de-coq, estrelas, ondulações, grafismos, animal prints, psicodélicos.

Google+