SPFW – 3º dia

16 abr 2015

Desfile Ronaldo Fraga:

Trouxe para a passarela sereias de idades variadas e seis a mostra. O mar esteve mais uma vez presente e trouxe agora elementos como flores, bordados, tramas rígidas e rendas lindíssimas, em silhuetas mais soltas. Ao final do desfile foi aplaudido de pé.

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

Desfile Isabela Capeto:

Concordando com Carolina Vasone: “Os fashionistas amantes do handmade levado às últimas consequências podem dormir em paz novamente: Isabela Capeto está de volta, e não decepciona com suas preciosidades artesanais.”

Uma oferenda para Iemanjá é o ritual de renovação que simboliza seu retorno às semanas de moda, depois de cinco anos desde seu último desfile, no Fashion Rio. O verão 2016, portanto, é o próprio presente à rainha do mar, confeccionado com muito esmero.

Destaque para os lindos acessórios da designer Brenda Vidal, de prata e prata banhada com ouro amarelo, que transformavam conchas, estrelas do mar e pérolas em braceletes, colares e brincos.

Sinceramente não gostei da proposta dos cabelos para o desfile.

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

Desfile Reinaldo Lourenço:

A inspiração da coleção veio da escritora francesa George Sand, pseudônimo de Amandine Aurore Lucile Dupin, uma das primeiras mulheres a usar roupa de homem. E foi assim, nesse jogo masculino x feminino,segundo Reinaldo, “os opostos de atraem”. O ponto máximo da dualidade mulher x homem foram os smokings e fraques femininos. Formas de construção e desconstrução destas peças.

As principais diretrizes do estilista misturaram bermudas pretas com leves blusas com mini babados contrastantes. Fraques desconstruídos viraram coletes sob tops transparentes ou de renda, e saias que imitam as faixas típicas da vestimenta masculina combinaram com ankle boots, que pareciam meias e scarpins. Na parte mais festiva da coleção, macacões cropped e vestidos na altura do joelho com tiras brilhantes e decotes profundos chamam a atenção.

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

Desfile Lolitta:

Superfeminina, cinquentinha, o vestido de laise verde no fundo preto com recortes de vivos encerra a adorável série verde da coleção, que inclui conjunto de saia e blusa com mix de estampas florais e outro vestido com shape bem 50’s. A partir do tricô, a grife consegue efeitos de tressê, renda, tricô de couro, garantindo um mix de texturas que enriquece a roupa.

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

Desfile Salinas:

 Alegre, colorido inspirado no Marrocos. Adorei!!!

Peças como batinhas e acessórios como maxibrincos, chinelos no melhor estilo Rider e sandálias gladiadoras complementam a proposta da marca para o Verão 2016.

Com as modelagens revistas teremos além doa clássicos lacinhos, modelos mais largos, com cintos e tops mais fechados.

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

 

happywheels
Google+
%d blogueiros gostam disto: