Dica para os meninos – Inverno 2016

Para as regiões mais frias do planeta, os casacos longos e peludos farão o quentinho do inverno. Aqui para a nossa área, os tricôs farão a vez.

Os tricôs vêm forte no feminino e também no masculino, com cores quentes, em cashmere felpudo, degrade e desenhos geométricos.

Para os mais discretos os tons de cinza são uma ótima opção.

Confira nas imagens e inspire-se!!!

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

01 maio 2015

Boho, Boho Chic, Folk e Gipsy

Sou suspeita, adoro estes estilos e assim fica fácil falar deles. Sei que muito já se falou sobre os estilos acima, matérias excelentes em blogs renomados como Fashion Bubbles e Acorda Bonita, mas vale a pena a gente rever alguns pontos, afinal estão super em alta.

São palavras presentes nas coleções de moda já há algum tempo e que não vão embora tão cedo. Vamos falar um pouquinho sobre elas.

Estes estilos tem uma estética parecida, mas cada um tem sua origem e suas particularidades.

Não só em peças da moda mas acabam ditando um certo lifestyle, você não acha? Alguns usando para a vida e outros no final de semana.

BOHO:

Bohemian + Soho  = Boho

Bohemian: tradução Boêmia, a palavra Boemia esta associada ao estilo de vida às margens das regras sociais, privilegia a arte e a cultura acima de bens materiais. A designação para este modo de vida surgiu a partir do uso originário do termo: Boêmia é uma região da República Checa de onde partiram muitos grupos de ciganos com destino a outros países europeus. Os ciganos, à semelhança dos artistas do século XIX, viviam com valores sociais diferentes dos da burguesia conservadora e sedentária. Desta forma, os intelectuais passaram a ser conhecidos como sendo boémios.

Soho: Bairro descolado de Nova York

Desde a década de 20, onde intelectuais acreditavam na simbiose da moda e da arte, este estilo vem ganhando seu espaço, e nos anos 60 e 70 estourou no bairro do Soho.

BOHO CHIC:

Traduz a mistura do estilo hippie, bem característico dos anos 60, com artigos comprados em boutiques e lojas vintages. Ele é essa mistura de peças novas com peças de brechó que foi apresentada pela Vogue lá na década de 60 e foi aceita de tal forma que virou esse estilo despojado, livre e elegante ao mesmo tempo.

FOLK:

Significa “povos, Nação”. Tem sua principal inspiração nas tradições rurais (música Folk) e folclóricas traduzidos para a moda em peças rusticas e artesanais.

GYPSY:

O povo cigano é nômade, desta forma fica difícil definir geograficamente a sua localização. Preservam tradições de muitas regiões distintas mas as cores vivas e a alegria são constantes neste povo.

Fazem do seu corpo a sua mala de viagem e levam consigo tudo o que possuem, portanto a mistura de estilos e exagero em acessórios.

Nômade/ viajante:

Hoje vemos todos estes estilos muitas vezes misturados em uma única produção e pensamos ter diante de nós o resultado de um visual andarilho, no melhor sentido da palavra, pois cada peça carrega consigo uma história e faz parte deste novo ser.

Em alguns sites já denominados de Nômades digitais e Viajantes traçam um perfil com muitas características das estéticas acima porem com uma nova linguagem através da tecnologia.

Esta cara de viajante carregado de histórias estamos vendo em desfiles, produtos e campanhas desde 2009/2010, aproximadamente e vem crescendo.

Acho que cada um de nós acaba em algum momento fazendo parte deste estilo.

Você não acha?

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

Olá pessoal

Segue uma pequena prévia das cores e estampas do Inverno 2016! Confira!

Marrons, laranjas, verde-oliva, vermelho, tons das folhas secas do outono.

O animal print tentou ficar em segundo plano no inverno 2015, mas volta com tudo repaginado, colorido e estilizado em 2016 para a felicidade das brasileiras que adoram a estampa. Destaque para as oncinhas, zebras e girafas!

As estampas tradicionais da alfaiataria ganham novas proporções e situações de uso.

Os conjuntinhos aparecem em quase todas as coleções, estampados ou lisos e os terninhos trazem uma nova versão, bem mais moderninhos, mas sem perder o dress code empresarial!

O preto tem presença garantida, o vestido da vez fica no midi ou longo – confira nas fotos o shape da vez!

O neutro ficou mais amarelado, perdeu o tom rosado do nude.

 

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

29 abr 2015

topo-erica-javaroni-gender

Tradução livre: além do gênero

Os últimos desfiles revisitaram o tema e o debate gera polêmica no mundo fashion. Com certeza está influenciando e será forte tendência para o inverno 2016. Fique atento!

Em muitos desfiles você não sabia quem era o menino e quem era a menina, propostas de roupas iguais para ambos os gêneros influenciam até a postura do ponto de venda.

Pois é, algumas lojas de grande porte já estão revendo a sua segmentação e as exposições das peças na área de vendas já não seguem mais o feminino/masculino, são peças de roupas, de moda que traduzem comportamento e atitude e podem ser usadas por quem às quiser independente do gênero. Claro que ainda leva um tempo para este conceito chegar à massa. Mas vai chegar, acreditem!

As peças em alfaiataria e as cores neutras ganham espaço com este movimento.

“Saias para homens, ternos para mulheres e as linhas que definiam o masculino/feminino vão se apagando. Mas a discussão atual é bem maior e vai além”, observa a analista cultural Carolina Althaller. Ela explica que essa, digamos, nova fase da discussão sobre a neutralização dos gêneros na moda eclodiu há cerca de cinco anos, quando o modelo Andrej Pejic (hoje Andreja) começou a desfilar para coleções femininas de ready-to-wear e Alta-Costura de Jean Paul Gaultier, uma das primeiras marcas a apostar na sua imagem. Andrej podia ser tanto um menino quanto uma menina. Depois disso, Andreja chegou a subir em passarelas nacionais para a Ausländer e abriu as portas para outros modelos transgêneros como a brasileira Lea T – que, vale ressaltar, também contou com o valioso empurrãozinho de seu amigo Riccardo Tisci, diretor criativo da Givenchy, para deslanchar sua carreira.

Mas, se a moda sempre ultrapassou as fronteiras entre feminino/masculino (especialmente com a ajuda do mundo das artes, da música e das celebridades), por que o movimento tem ganhado força agora? Para o consultor criativo e de tendências Jackson Araujo, isso passa pelo fenômeno chamado de transculturalismo, que salienta a fluidez entre as fronteiras culturais e no qual não cabem mais definições pré-estabelecidas sobre papéis masculinos e/ou femininos. “A cultura de consumo contemporânea, por exemplo, tem colocado em choque as relações tradicionais de gênero e classe social”, explica ele. “Com isso, o mapa de mobilidade social está sendo redesenhado em escala global, garantindo novos valores para os espaços públicos, imagem corporal e classe social, desafiando categorias identitárias anteriormente existentes. Basta pensar na nova classe média, no acesso ao consumo de grifes. Ou nas festas de rua, que ocupam o espaço público, colocando os cidadãos como protagonistas das novas cidades. Ou ainda, nos avanços sobre a constituição de novos modelos de família.” A tudo isso se soma ainda o poder engajador das redes sociais, que empodera, une e dá força a essa dinâmica global.

É aguardar e conferir!!!

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

Fontes visitadas: ffw.com.br e Agencia Fotosite

25 abr 2015

Jeans! No inverno e verão!!!

As grandes marcas apostam forte no jeans para o verão 2016. Antenadas com inovação e qualidade apostam nas tendências e no comportamento do consumidor trazendo caras novas para o nosso velho amigo Índigo!

Hoje o jeans permite flexibilidade de movimento e de ocasiões de uso. Peça chave para qualquer guarda-roupa transita pelos mais diferentes lifestyles.

O grau de desgaste químico dos processos de lavanderia criam visuais autênticos e modernos seja para o inverno ou verão!

Novidade no mercado, o artigo Emana® Slim da @Vicunha traz a tecnologia dos cristais bioativos agora para o brim, proporcionando maior versatilidade para as criações. Presentes no interior dos fios, estes cristais absorvem o calor do corpo devolvendo-o sob a forma de infravermelho longo, estimulando a microcirculação sanguínea e o metabolismo celular.

A @Pernambucanas lançou a campanha exclusiva #vestebem ainda no inverno 2015 para alavancar as vendas de jeans, a campanha tem prazo para acabar dia 22 de abril, mas com a força do jeans acredito que permanecerá até a próxima temporada, talvez novos nomes para as próximas campanhas!

Não fique fora dessa, com o seu velho jeans repaginado por uma customização criativa ou com uma nova aquisição! Divirta-se!

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

23 abr 2015

Olá Pessoal! Há alguns dias escrevi uma matéria sobre o uso de tênis no nosso dia-a-dia.

Confiram no site:

http://www.ericajavaroni.com.br/blog/?p=3002

Resolvi voltar ao assunto e colocar imagens de algumas das minhas paixonites por tênis do momento!

Espero que gostem e usem com ousadia e conforto! A tendência Playtime pede.

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
23 abr 2015

Moda para inspirar!

Claro que estas peças têm como objetivo o exercício do design criativo e a decoração de vitrines. Não tem como passar por elas e não inspirar-se, não apreciar o trabalho e a arte ali expostos. Não são para uso, pois não terão durabilidade e resistência para tal, mas que dá vontade de usar, dá!

Observe além do papel outros materiais inusitados incluindo as peças que foram desenvolvidas por diversos artistas para a Bloomingdale com os clássicos Crayons (giz de cera).

Apaixone-se!

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
20 abr 2015

yin-yang-erica-javaroni

Mais um dos temas para o verão 2016 – Yin Yang

O corre-corre dos dias atuais, a quantidade de informações principalmente via internet traz alguns contrastes para reflexão: Guerra x Paz, Conflitar x harmonizar, high x low, leve x pesado, speed x slow, oriente x ocidente, rígido x flexível.

A busca pelo reequilíbrio, a não-violência e a qualidade de vida através de um espírito Zen.

Estas reflexões são trazidas ao mundo fashion através da praticidade do estilo utilitário, com grandes bolsos, conforto e design despojado. São looks urbanos e modernos antenados com o show da vida.

Parkas, coletes, calça cargo, calças pijamas, quimonos, tudo bem larguinho e gostoso, porém nada largadinho! Formas amplas e retas, linha H, bolsos aplicados, botões em metal, insígnias, patches, fechamento envelope, pantacourt, vestido chemisier, transpasses e amarrações.

Conforto chic, tênis, salto zero, ação e meditação.

Cores Principais:

Verde militar, areia, neutros naturais, branco, off-white, preto.

Acessórios: solado de madeira, cores metalizadas, furta-cor, bolsas clean estilos anos 1990, colares soltos, braceletes com elástico, duo preto e branco como principal referência e peças confortáveis.

Tecidos:

Poliéster, Crepe, Crepe pesado, Cetim, Alfaiataria, Piquê, Gorgurão, Tweed, Brocado, Jacquard, Voal, Popeline, Viscose, Maquinetado, Algodão, Tricoline, Paper Touch, Bordado Inglês, Laisse, Sarja leve com elastano, Guipire, Viscolycra, Malha tricô, Moletinho, Ponto Roma, Neoprene,

Misturas interessantes:

Crepe satin + tela

Viscose Twill + Chifon

Neoprene + Crepe poliéster

Estampas e padronagens:

Cashmere, Mini geométrico, Indiano, gravataria, Geométrico, Listras, Xadrez, Bicolor, Figurativo, as novas versões dos camuflados, pele de bicho, Florais orientais.

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

 

19 abr 2015

Há algumas temporadas a franja vem e vai! De maneira discreta ou bastante chamativa tenta ocupar espaço no guarda-roupa não somente de quem curte um estilo Boho, Folk mas quase que em todos os estilos. Confiram algumas maneiras de render-se a franja, mesmo que os pouquinhos!!!

As franjas dão um toque especial a sua produção, seja no dia-a-dia, para a noite, em ocasiões especiais ou com delicadeza em pequenos detalhes.

Antes de mais nada identifique-se com a peça. Não use porque está na moda, a peça deve fazer parte do seu estilo pessoal.

As franjas chamam a atenção e podem trazer um pouco mais de volume para algumas áreas do seu corpo. Uma dica – combina-las com peças mais sequinhas e discretas. Isso fará com que seu look fique mais harmonioso!

Opte por franjas mais finas, acetinadas, delicadas e brilhantes para a noite e as mais pesadas em couro, camurça, para o dia.

Caso ainda não tenha sido seduzida a usar uma peça de roupa franjada, você pode optar por acessórios, como lenços, xales, cintos, colares, brincos, pulseiras, bolsas, calçados, botas entre tantos outros complementos de moda!

Uma ótima e obvia combinação com franja, sem dúvida é o Jeans. Mas temos o uso em peças nada convencionais como em vestidos de festa e em camisetas de malha que farão do seu look moderno e antenado. Jogue-se e divirta-se!

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
18 abr 2015

Glória Coelho

Glória Coelho fez um mix de referencias para o verão 2016! Anos 60, 70, 80 e 2003! No universo do Jet set, Yatch, artes Gráficas e surf a alfaiataria impecável e muito feminina.

A cura por meio das roupas. A ideia de Gloria Coelho é vender, junto com sua moda, energias positivas. Por isso, decidiu imprimir palavras inspiradoras como “amor”, “luz” e “proteção” nos forros de suas peças e em camisetas usadas com sobreposições. A tipografia vem de obras de arte gráficas e dialoga com o grafismo de seu verão 2016, que mescla referências esportivas a alfaiataria e romance.

O vinil aparece constante na coleção, assim como o couro e os tricôs.

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background


 Fause Haten

“Hoje a grande celebridade é a cliente. Houve um tempo em que a estrela era o estilista. Agora é a blogueira, que no final representa a cliente. Por isso quis fazer uma apresentação mais real, não com uma modelo jovem, mas com alguém que veste minhas roupas há anos”, conta Fause Haten, sobre a performance no seu ateliê-loja em Pinheiros (SP), que mostrou seu verão 2016 no corpo de Flávia Shayoun, cliente antiga do estilista.

O raciocínio do designer acompanha o fenômeno das blogueiras de moda e beleza, pessoas comuns que, com seu carisma, conquistaram uma grande audiência e viraram protagonistas no mundo da moda. É o estilo e a beleza dessas mulheres reais, com quem ele convive no dia a dia nas provas de roupa no seu ateliê, portanto, que ele quis prestigiar. Não à toa, a trilha sonora que antecedia a apresentação – Fause recepcionava os convidados fazendo o acabamento de um vestido numa máquina de costura – era uma gravação de conversas entre cliente e estilista durante uma prova de roupa.

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background


Apartamento 03

Luiz Claudio, estilista da marca trouxe roupas com acabamento impecável.

A pesquisa sobre a liturgia de várias religiões – tema que, segundo o estilista, sempre o interessou – foi referência usada nesta coleção. Em busca da espiritualidade, Luiz Claudio chegou ao preto e branco para inspirar paz, reflexão, renovação e introspecção. A seda, principal tecido das roupas, aparece em babados sobrepostos geométricos, em sobreposições de túnicas levíssimas com casacos que fazem alusão ao paletó de smoking, nas camisas frescas. As amarrações, com efeito entre laço e nó, na cintura das calças ou no meio dos vestidos, surgiu a partir de muitas das roupas religiosas, que têm essa característica. “Essa região do ventre é muito delicada, é uma parte do corpo que pede proteção. Minha ideia é que essas amarrações abraçassem a pessoa”, conta o designer.

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background


Amapô

Carô Gold e Pitty Taliano são as rainhas do hi-energy: sempre mostram coleções divertidas, vibrantes, originais, irônicas e bem-humoradas. Só o grupo de referências já dava a pista: como misturar Barbarella, Miami, ginástica aeróbica e David Bowie.

O foco é o jeanswear, com ótimos momentos em neon. Como sempre, cor é um elemento importante nas coleções da Amapô e aqui a marca trabalha muito com o neon, que aparece em peças como jaquetas, ou em vários tons misturados na estampa 80’s de raios. Há sempre os “looks statement”, como as jaquetas recortadíssimas e com correntes.

É caótico, fun, totalmente – deliciosamente – Amapô, sempre com novas ideias de roupas para o dia-a-dia. É sobre conforto, acesso, diversão com amigos, juventude e bafo.

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background


Wagner Kallieno

Wagner Kallieno pegou da cartela de cores dos quadros de Joan Miró os tons de sua coleção para o verão 2016, inspirada no artista surrealista espanhol. As combinações de laranja, salmão e verde menta ou laranja e lilás, tudo queimado, foram acompanhadas de recortes geométricos e assimetrias nas saias e vestidos que também remetiam ao trabalho de Miró, lembrando o recurso de diferenças de altura em seus móbiles ou as figuras de suas pinturas.

Intercalada à parte colorida, o estilista apresentou uma  série de vestidos tipo chemise brancos, que seguiam o mesmo raciocínio de assimetrias do resto dos looks. Novidade para a marca, os jeans aparecem em looks totais com franjas na barra, como o vestido usado por Daiane Conterato, e na calça flare de cintura alta, numa referência aos anos 70, década que pontua o verão da grife.

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

Google+